Viernes, Sinister Devices

Eu não poderia iniciar as postagens por aqui se não fosse pelo álbum que inspirou o nome deste blog: Viernes e os seus Sinister Devices. O ano é 2010, mas foi só em 2011 que, fuçando em algum buraco negro da rede, encontrei a referência que me acompanharia até os dias de hoje. Foi o Viernes que plantou a semente do mal no meu coração e instigou ainda mais meu desejo de compartilhar alguns achados musicais – encontrei uma forma de expressar a minha maior paixão: nasceu então o Sinister Advice.

Trocadalhos a parte, lhes apresento esta bela sinfonia de barulhos, melhor (ou não) descrito por seus próprios criadores Alberto Hernandez e Sean Moore:

Mixing baroque indie pop deep into their old-school ambient sounds, Viernes play almost like a fusion of Brian Eno‘s two main personalities (experimental electronic and power pop).

viernes-creditkr52-viernes-sinister-devices-vinyl

Acredito que o gênero menos distante aqui seria o dreampop, mas o que torna esse álbum tão singular é justamente a maestria e a delicadeza com que tantos elementos e instrumentos distintos foram combinados. Cada faixa é uma experiência sonora bem diferente uma da outra, mas todas então cuidadosamente conectadas pela mesma atmosfera etérea, cheia dos ruídos, dos sintetizadores e dos vocais hipnotizantes.

Faz aí a digestão, que vai demorar um pouco.

Winter Park, Florida. Spotify, Bandcamp, Facebook, Kanine Records.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s